VI Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa

VI Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa

Abr 08 - 14 | PÁTIO DA GALÉ
15:00

Sessão de Abertura da VI Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa & Habitação – A responsabilidade do Estado e o papel dos privados

Coorganização: Vida Imobiliária / AICCOPN

Apoio: Banco Santander

 

Sinopse:

A Habitação é um direito fundamental, inscrito na Constituição da República Portuguesa, mas órfão da atenção pública, com reflexo quase nulo na dotação orçamental. Qual o papel do Estado Central e das Autarquias neste desígnio constitucional? O papel dos privados e a sua relação com o poder público na promoção de um país melhor!

15:15

Workshop LNEC: Métodos (de avaliação) para apoio à reabilitação de edifícios (Participação sujeita a inscrição com pagamento)

(Local: LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil)

 

Sinopse:

As metodologias de avaliação e caracterização da qualidade do parque edificado são de grande importância na reabilitação dos edifícios, pois permitem ter uma visão holística dos diferentes problemas que se apresentam ao decisor no sentido de reabilitar edifícios, melhorando simultaneamente a sua qualidade e desempenho, e suprimindo ou minimizando as deficiências detetadas durante o diagnóstico de reabilitação.

Sendo o processo de reabilitação assente numa decisão integrada, é importante analisar e articular vários domínios desse processo, deste modo as metodologias referidas constituem uma mais-valia para a reabilitação, uma vez que podem permitir uma avaliação prévia nos domínios em questão.

No presente módulo apresentam-se 4 metodologias sectoriais para apoio à reabilitação sustentável e equilibrada de edifícios, nuns casos só residenciais, noutros de âmbito mais alargado. Estas metodologias correspondem, respetivamente, à componente do conforto acústico; à avaliação do conforto visual, à análise das condições de segurança ao incêndio e, por último, a um processo de avaliação técnico-económico para apoio à decisão.

09:30

Workshop LNEC: Metodologias de apoio à decisão em intervenções de reabilitação (Participação sujeita a inscrição com pagamento)

(Local: LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil)

 

Sinopse:

Atualmente metodologias como Análise Custo-benefício (ACB) e Análise Multicritérios (AM) são cada vez mais usadas no apoio à decisão em projetos de investimento em reabilitação. A ACB é explicitamente exigida pelos novos regulamentos da União Europeia e a AM é especialmente utilizada quando a quantificação de benefícios se torna complexa.

A ACB permite determinar se os benefícios futuros das estratégias consideradas serão suficientes para justificar os custos atuais do investimento, assentando na conversão a valores monetários de todos os custos e benefícios, e respetivas correções, mesmo quando são de carácter intangível.

A AM aplica-se na comparação de projetos alternativos, permitindo ter em conta vários critérios em simultâneo, assentando em escolhas múltiplas. 
O presente workshop tem por objetivo demonstrar que o uso de metodologias baseadas em ACB e AM contribui positivamente para fundamentar decisões de intervenção em projetos de investimento em reabilitação.

 

10:00

Reabilitação – Missão (im)possível? - Academia da Reabilitação

Coorganização: Vida Imobiliária / Ordem dos Arquitectos / FAUL / GECoRPA

Apoio: A400

 

Sinopse:

O projeto de Reabilitação é uma missão possível?

Entre as exigências da eficiência energética, da mobilidade elétrica, da preservação do património arquitetónico e artístico, e a racionalidade económica do promotor... a missão do Arquiteto é possível?

Quais os desafios que se colocam hoje à arquitetura no panorama da Reabilitação e Regeneração Urbana da cidade de Lisboa?

15:00

Criação de valor na reabilitação urbana

Coorganização: Vida Imobiliária / ADENE / CBRE

Apoio: Schmitt Elevadores

 

Sinopse:

Qual a melhor aposta de mercado na reabilitação urbana, hoje em Lisboa?

Num momento em que são lançadas importantes operações de urbanização que vem regenerar vazios urbanos da cidade, a aposta na reabilitação das zonas mais consolidadas continua a ser uma realidade. Onde estão as melhores apostas?

E qual o valor da sustentabilidade e da eficiência energética nos novos produtos imobiliários que estão hoje a ser desenvolvidos? O mercado reconhece o valor de um edifício mais eficiente?

10:00

Uma perspetiva integrada da Reabilitação Urbana - Academia da Reabilitação

Coorganização: Vida Imobiliária / LNEC

Apoio: Hilti

 

Sinopse:

Num momento em que o RERU - Regime Excecional para a Reabilitação Urbana se aproxima do termo de vigência e o Projeto Reabilitar como Regra faz antecipar muitas alterações, importar questionar qual será o futuro de um dos segmentos mais fortes do setor da construção.  E ainda, perceber como é possível conciliar as exigências da vivência moderna com os valores do património, assegurando uma equação económica, social e cultural viável.

Conciliar segurança, conforto, eficiência e valores nos edifícios e no espaço público: o LNEC traz-nos um debate fundamental para todos os profissionais que se dedicam à Reabilitação Urbana.

10:30

O programa de rendas acessíveis da Câmara Municipal de Lisboa

Coorganização: Vida Imobiliária / Câmara Municipal de Lisboa 

Local: Sala do Arquivo, Câmara Municipal de Lisboa

 

Sinopse:

A Câmara Municipal de Lisboa apresenta as oportunidades de investimento do Programa de Renda Acessível de Lisboa. Venha conhecer o modelo de negócio, localizações e aspetos práticos a ter em conta na preparação de propostas.

15:00

Habitação para todos em Lisboa!

Coorganização: Vida Imobiliária / Santa Casa da Misericórdia de Lisboa / Câmara Municipal de Lisboa

 

Sinopse:

O debate sobre o acesso à habitação em Lisboa acontece na Semana RU Lisboa! Como apostar numa cidade inclusiva que tem lugar para todos? Que novos formatos de habitar podem dar uma melhor resposta? Como tratar as famílias jovens que querem continuar a viver em Lisboa... e qual a melhor solução de habitação para os seniores? Como acomodar em Lisboa os estudantes que querem vir para Lisboa?

 

15:30

As oportunidades do financiamento IFRRU – Sessão de esclarecimento Banco Santander

Coorganização: Vida Imobiliária / Banco Santander

Local: Sala do Arquivo, Câmara Municipal de Lisboa

 

Sinopse:

O Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas - IFRRU já arrancou e assegura empréstimos para apoiar a reabilitação urbana, em todo o território nacional, nas condições mais vantajosas. Conheça todos os detalhes e como pode aceder a este veículo de financiamento, numa sessão com o apoio do Banco Santander.

10:00

II Grande Conferência APPII - Os Fazedores de Cidades!  

Dos edifícios às cidades inteligentes! - Academia da Reabilitação

Coorganização: Vida Imobiliária / APPII / NOVA IMS

Apoio: Caixiave / MLGTS / Victória Seguros / Grohe / BCP / EY

 

Sinopse:

Dos edifícios inteligentes às cidades inteligentes. Quais os desafios de futuro que enfrentam os promotores imobiliários? O que é uma moda e o que é essencial.... quais as tecnologias de futuro e como a mobilidade elétrica vai mudar a forma dos espaços em que vivemos e trabalhamos?

 

14:15

Workshop LNEC: Eficiência e qualidade na reparação do betão armado de edifícios (Participação sujeita a inscrição com pagamento)

(Local: LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil)

 

Sinopse:

O número de reparações de edifícios de betão armado tem aumentado significativamente nos últimos anos. O LNEC tem-se deparado frequentemente com casos de degradação prematura deste tipo de reparação, que acabam muitas vezes por conduzir a resoluções desnecessariamente dispendiosas, bem como a situações cujo risco para a segurança das pessoas é superior ao que existiria na ausência de reparação. Tal se deve sobretudo à adoção de soluções de reparação pontuais (patch repair), resultado dos elevados custos iniciais usualmente associados a reparações gerais que permitem efetivamente prolongar o tempo de vida útil das estruturas; mas também a erros de execução, à escolha inadequada de produtos e sistemas de reparação, e à ausência de controlo de qualidade da execução.
Neste workshop apresentam-se os principais problemas associados a este tipo de reparação e as melhores práticas do ponto de vista da execução e da escolha dos materiais para os evitar. É salientada a importância da elaboração de Documentos de Aplicação dos produtos de reparação e proteção do betão como complemento à Marcação CE, a qual, devido à atual regulamentação europeia, se torna cada vez mais insuficiente do ponto de vista da garantia do desempenho destes produtos para as suas diferentes aplicações. Por fim, é feito o enquadramento da utilização de drones no controlo da deterioração dos edifícios, e como forma de reduzir os custos iniciais das reparações através da eficiente exploração da capacidade de durabilidade dos elementos de betão armado.

15:00

II Grande Conferência APPII - Os Fazedores de Cidades!  

Regenerar e Reabilitar Lisboa – as oportunidades e o investimento!

Coorganização: Vida Imobiliária / APPII 

Apoio: Caixiave / MLGTS / Victória Seguros / Grohe / BCP / EY

 

Sinopse:

Num momento em que Lisboa oferece múltiplas oportunidades de regeneração urbana, qual a cidade de futuro que os Promotores Imobiliários estão a construir? E como vamos financiar todo um conjunto de operações urbanas que vão mudar Lisboa? As SIGI são certamente parte da resposta na captação de investimento internacional!

09:30

Workshop LNEC: Pinturas de fachadas: requisitos de desempenho e compatibilidade (Participação sujeita a inscrição com pagamento)

(Local: LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil)

 

Sinopse:

Os revestimentos por pintura são determinantes para o aspeto estético das fachadas e para o seu comportamento global. O elevado grau de exposição destes revestimentos às ações externas e a sua grande visibilidade conferem-lhes importância significativa nas ações de reabilitação: mesmo que quase mais nada seja feito, a repintura das fachadas faz em geral parte da intervenção.

Mas, em cada caso, que materiais usar? As situações são muito diversas e as exigências a respeitar são crescentes, o que constitui um desafio para todos os intervenientes. É necessário conhecer os requisitos gerais a observar para um bom desempenho dos revestimentos. No entanto, para edifícios antigos há requisitos adicionais, que, se não forem cumpridos, podem comprometer o comportamento global das paredes. Finalmente, os requisitos ecológicos vêm a adquirir uma importância crescente e têm sido rapidamente ampliados. Este workshop vai abranger estes aspetos, esperando contribuir para um maior conhecimento sobre estas temáticas.

10:00

Os edifícios Carbono Zero... Hoje! - Academia da Reabilitação

Coorganização: Vida Imobiliária / Ordem dos Engenheiros Técnicos 

 

Sinopse:

Os Nearly zero-energy buildings (NZEBs) já são o padrão de referência para os novos edifícios públicos! Qual a realidade para os edifícios privados? E qual o impacto deste novo paradigma na Reabilitação Urbana? No regime legal, qual o significado e que desafios encerram os NZEBs!

 

15:00

Qual o futuro possível para o mercado de arrendamento?

Coorganização: Vida Imobiliária / ALP

Apoio: Savills

 

Sinopse:

Uma reflexão sobre as recentes alterações ao regime do arrendamento urbano e os desafios que encerra ao mercado! Como podemos criar um mercado de arrendamento institucional em habitação? Qual o apetite dos investidores e proprietários e que condições tem de ser criadas, equilibrando as preocupações sociais?

Pátio da Galé

Praça do Comércio, 1100 Lisboa

 

O Pátio da Galé, inaugurado em 2011, situa-se na Ala poente do Terreiro do Paço, no local onde, quando do terramoto de 1755, se situavam o Paço Real e a Casa da Índia. O conjunto poente da Praça do Comércio, que mantém até hoje a estrutura definida no plano de reconstrução do século XVIII, tem sido ocupado por diversas instituições ligadas ao poder central, em convergência com o papel icónico que o Terreiro do Paço sempre representou.

A intervenção de remodelação do espaço, quis, por um lado, respeitar a carga histórica, patrimonial e plástica do espaço e, simultaneamente, reflectir o carácter multifacetado das novas funções que alberga.

Como tal, o Pátio da Galé é marcado essencialmente pela sua versatilidade. Os amplos claustros e o aspecto neutro oferecido pela pedra lioz permitem inúmeros layouts e diversas utilizações.